12.3.13

cabotagem

soprando velejando dentes de leão
dilatados em piscinas o coração
é uma víscera de aço

em dia de chuva e chuva
[per
noite
per
dura]
é ele que água dos dentes
brancos
palavras de algodão e serra

um beijo cuspindo um beijo
de véspera
de um fio de
cândida cândida
une aquece e obstrui
a passagem dos dias

é um fio de lã
é o alvo
fio e nada demais
que atravessa cada
corpo e faz um nó 

é um fio de lã
é o alvo
fio e nada demais
que amarra pelas vísceras
o oitavo mar à vista
uma marina de olhos mansos
                 é o que nos solda

nós e nós e nós
são estuários abrigos afetos
um nó
um dilúvio
um novelo de craca

Licença Creative Commons
sede de pedra de Rita Barros é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.